dimanche 26 janvier 2014

4 ORDENS DE FUZILAMENTO


I.


Encostámos uma garrafa de cerveja
a um muro

Vendámos-lhe os olhos

Apontámos os fuzis

À ordem de disparar
fuzilámo-la.

Do cadáver da garrafa de cerveja
escorria um líquido amarelo sanguinolento
das veias do vidro.



II.


Apontem-se canhões nucleares
ao firmamento

Fuzilem-se as estrelas.



III.


Encostem-se as montanhas
e os rios
os planaltos, os vales
e as planícies
a um muro de tijolo
e cal

vendam-se-lhes os olhos

fuzilem-se.



IV.


Os juízes perguntaram-lhe:
- Queres a morte ou a eternidade?
Ele respondeu:
- Acredito na morte.
Os juízes fuzilaram-no.

O ranger das canas
O gemido das flores

O uivo dos Móveis
A tristeza dos Relógios
As lágrimas das Cadeiras.



João Damasceno, Retrato do artista quando jovem aos pés da Rainha Santa Isabel
Lisboa, ed. Fenda, 1989

Aucun commentaire:

Enregistrer un commentaire