dimanche 23 décembre 2012

O NATAL - SCHERZO

 
Boas notícias. Cientistas estão em vias
de sintetizar o princípio do Natal,
criar uma espécie de reforço vitamínico
para a bonomia sazonal.
      
A droga actua sobre os centros nervosos
onde se crê que reside a aptidão
para gerar ódio, malquerença e egoísmo,
e faz de cada homem um irmão.
     
Tem um contra: só actua em Dezembro.
No resto do ano é inócua, não alcança.
Mas talvez seja melhor assim:
que diabo, ser sempre bonzinho também cansa.
      
De futuro, um mês antes, já se podem ingerir
pílulas de Natal após as refeições,
de forma que, quando o dito por fim chegue,
estejam repletos de Natal os corações.
     
Quer dizer: está ao nosso alcance
interagir pela química com o calendário.
Passarmos a tratar o espírito do Natal
como se fosse uma gripe ao contrário.
       
Mas muitos torcem o nariz e dizem
que a droga é no fundo uma espécie de vacina
- e nada mais do que isso -
contra o medo de ver o fundo da latrina
 
 
 
A. M. Pires Cabral
in Merry Christmas, Lisboa: Averno, 2006
 

Aucun commentaire:

Enregistrer un commentaire