dimanche 26 juin 2016

Domingologia (20)


CORONA


O outono come da minha mão a sua folha: somos amigos.
Tiramos às nozes a casca do tempo e ensinamo-la a andar:
o tempo regressa de novo à casca.

No espelho é domingo,
no sonho dorme-se,
a boca fala verdade.

O meu olhar desce até ao sexo dos amantes:
olhamo-nos,
dizemos algo de escuro,
amamo-nos como papoila e memória,
dormimos como vinho nas conchas,
ou o mar no brilho-sangue da lua.

Ficamos abraçados à janela, olham para nós da rua:
é tempo que se saiba!
É tempo que a pedra se decida a florir,
que ao desassossego palpite um coração.
É tempo que seja tempo.

É tempo.


Paul Celan, Sete Rosas Mais Tarde,
sel. e trad. de João Barrento e Y. K. Centeno,
Lisboa, Cotovia, 1993

mercredi 23 mars 2016


O Paralelo W estará
encerrado para férias
entre os dias 24 (5.ª feira)
e 28 (2.ª feira).

Bom começo de Primavera!



[Hans Dieter, 1920]